30 de março de 2015

Mais um...

Mais um coelho de crochê povoando minha casa:


 Fiquei maravilhada quando vi um parecido na capa da revista Mollie Makes deste mês 
(n. 51) AQUI

Aliás, amo essa revista e adoraria ter a assinatura! as capas são sempre incrivelmente lindas e tenho vontade de mergulhar nelas... uma pena que não estão disponíveis aqui, só se for a versão digital, que não me apetece... :(

Enfim, o jeito foi adaptar o tal coelho: para o "rosto", usei a receita free da Jacquie AQUI, que na verdade não tem nada de coelho! a receita é de um cestinho de crochê, mas a ideia é a mesma...
Fiz o tamanho menor (há receita para 3 tamanhos).

Já as orelhas eu procurei no Pinterest, este lugar encantado onde se encontra quase tudo... rs... e optei por esta AQUI, uma receita de amigurumi.




O ponto não chega nem aos pés do ponto pipoca usado no coelho da capa da revista, mas preferi não arriscar adaptando mais uma receita e fiz em ponto baixo mesmo... mas claro que poderia ser feito em qualquer ponto.

Terminado o rosto em crochê, bordei os olhos e o focinho com uma expressão que gosto, meio sério, vcs sabem... rs

E então fiz as orelhas, separadamente, e depois as costurei no rosto.



Usei:
Linha Bella (fio duplo), agulha de crochê n. 3,5.
Linha de bordar para os olhos e o focinho.


A etapa final (e essencial neste caso) é dar uma engomada. Eu usei uma termolina da minha mãe, própria pra esse fim, mas há várias opções de "endurecedores de crochê" nos armarinhos e bazares.
Na foto acima, ele está de cabeça pra baixo secando e tomando forma: enfiei nele um vasinho plástico (de planta) forrado com plástico apenas pra não sujar. O vasinho (ou qq outro pote) vai servir pra dar a forma desejada. é só acertar bem no tamanho, porque precisa ficar justinho.

Deixei secando por uma noite e no dia seguinte de manhã estava durinho e pronto pra ser usado.
Pensei em encher de bombons ou ovinhos e dar de presente, mas acabei colocando uma plantinha pra testar e adivinhem: fiquei com ele! :)

Como não foi feito exatamente pra colocar a planta, não fiz com um tamanho determinado, então acabou aparecendo o vasinho de louça... :(

Mas são muitas as possibilidades de uso pra ele e também de personalização, porque vc pode fazê-lo com a expressão que quiser, com as orelhas caídas ou não, com bigodes e rabinho de pompom... em branco, cinza, creme... ou mesmo azul! não há regras!

Se fosse dar de presente pra uma criança, por exemplo, eu ainda bordaria à mão o nome e a data atrás dele... não ficaria lindo?!

................................

Contem o que acharam! 
E até a próxima!
ótima semana a todas!

25 de março de 2015

Páscoa ainda...

Fiz um coelhinho de crochê que poderia ser chamado de o Coelho mais Fácil do Mundo!
Dá pra fazer em alguns minutos e enfeitar qualquer coisa!


Coloquei um ímã atrás pra enfeitar minha geladeira. Que tal?

Não segui exatamente a receita original - fiz  uma carreira a mais pra ficar um pouco maior, e as orelhas também modifiquei de leve...

Também acrescentei por conta os bigodes de arame (daqueles bem fininhos, de bijuteria, à venda em armarinho e bazar). Achei que ficaram simpáticos!

 Difícil  mesmo foi fixar os tais pedaços de arame - dei uns pontinhos por trás, mas não adiantou muito, então colei o feltro também por isso: pra que não saiam do lugar.

Para os olhos, dois botões costurados e o nariz e a boca bordados com linha de ponto cruz (gosto desses coelhos sérios, meio mal humorados... podem reparar que nunca os faço com aquelas boquinhas sorridentes... rs).


E ainda fiz uma cenourinha pra fazer companhia, também fácil demais!

Abaixo, fotografei os dois no avesso antes de colar o ímã com cola quente (no coelho, colei antes um pedaço de feltro pra esconder os pontos e o próprio ímã):


Usei restinhos de fios Bella e Anne (fio duplo) e agulha de crochê n. 3.

Receita free do Coelho: AQUI (com tutorial e fotos!).
Receita da Cenourinha: AQUI.

Na última foto, minha toalhinha de cozinha com aplicação em tecido (de 2013): AQUI.

E não parei por aqui... rsr... os coelhos estão por toda parte lá em casa... :)
Volto logo mais pra dividir outras ideias!

Até!

16 de março de 2015

Páscoa

Pra mim, neste mês, é impossível não querer fazer tudo que se refere a coelhos, cenouras e ovinhos...



Adoro enfeitar a casa, mesmo que em pequenos detalhes, pra comemorar uma data ou uma estação. 
É como se vestíssemos nosso lar e nos preparássemos pra receber com alegria o que cada período traz de melhor; pelo menos é como me sinto...


A receita dos coelhinhos de crochê está AQUI, no blog Repeat Crafter Me! 
Fácil e tão rápida de fazer que é difícil parar... até mesmo com os pompons branquinhos que formam os rabos...

Ainda não sei como serão usados: se colocar ímã atrás, podem enfeitar a geladeira, o que acho uma ideia excelente, festiva, sem ser de todo infantil. Ou podem ser aplicados numa toalhinha ou até numa almofada, ou mesmo ser grudados na parede, perto de um vasinho de flores... Simples e encantador!

Usei restinhos de fio Anne (duplo) com agulha 3,5.
Os pompons fiz com restos de fio Desejo branco.


Aproveitei esse fim de semana pra fotografar minha hortênsia, divina em seu tom azulado, e que já está aqui em casa faz uns 20 dias, desde que minha mãe trouxe pra mim do jardim da nossa chácara. Que flor mais linda, não? 


E o fim de semana foi de fato produtivo e temático: fiz bolo de cenoura enfeitado com ninho de ovinhos de chocolate. Bolo de liquidificador, simples de tudo! 
No próximo post passo a receita pra quem quiser fazer!


E vcs, também curtem decoração de Páscoa? Já estão preparando coisas lindas?

Confesso que comecei com os preparativos porque achei que a Páscoa fosse no final deste mês, mas é só em começo de abril... Só assim mesmo pra eu estar adiantada... ;)

Uma ótima semana, criativa e de muita paz, a nós todas!

Obs.: a toalhinha branca que aparece embaixo do meu vaso é de tricô, uma receita que vale a pena ter e que compartilhei AQUI, em 2011 (uau, quanto tempo!!).

3 de março de 2015

Nas agulhas...

Uma rápida passada por aqui apenas pra registrar meu encantamento por este fio, que experimentei pela primeira vez:


Mas pelo que vi não é muito fácil de achar...

Comprei faz um tempo pela internet porque estava atrás de um fio com essa coloração "variegated", como chamam lá fora. Fico maravilhada com esse efeito suave na troca de cores, sem ficar marcado exatamente, mas nunca consegui encontrar. Sempre vejo lindíssimos importados (tão lindos quanto absurdamente caros...). Queria muito encontrar um nacional que fizesse as vezes...

Quem tiver dicas de fios desse estilo, agradeço! 

Este é leve, macio, delicioso de trabalhar (verdade que arrebentou uma vez enquanto eu trabalhava, mas isso não me desanimou... rsr).

* Estou tricotando um Baktus com agulhas retas n. 4. *

Tem vários modelos na internet, inclusive em crochê (ebaaa!! será meu próximo!), mas acho que essas peças ficam muito mais leves em tricô. Um deles foi traduzido pela Sandra, AQUI.

Assim que as noites começam a ficar mais frescas, em fins de fevereiro, já começo a ansiar pelo outono e com ele as tantas peças lindas tricotadas... espero dar conta! :)





Meu encanto maior atualmente são estes xales aqui.
E sempre os da e os da Marico, mestras do tricô, claro! Um dia chego lá...

Quem quiser ver as cores incríveis deste fio, espia AQUI... 


1 de março de 2015

Top Cropped

Fiz um top cropped* de crochê a pedido de uma priminha que logo mais vai fazer 16 anos!

Quando ela me falou que queria um top desses estilo biquíni, eu logo disse que não sabia fazer, mas que ia pesquisar...

Claro que fui ao google imediatamente e encontrei várias receitas! e pra minha surpresa descobri que é facílimo de fazer! adorei a experiência!!


(parte da frente)


(parte de trás)

O fio que usei é o maravilhoso Anne Brilho. Ele é incrível: macio, leve e com um brilho bem suave. Encomendei alguns novelos desta cor, bege com dourado, e uns mostarda com dourado também. Com o bege já fiz várias peças, inclusive uma blusinha de verão pra mim! :)

O modelo que me pareceu mais de acordo com o que ela queria foi este: aqui, receita da Círculo.
Também gostei muito deste aqui.


A única dificuldade é acertar o tamanho (pelo menos pra mim...).
A receita traz o P, que é o que eu fiz, mas ficou pequeno pra ela, como eu temia, na parte do busto. 
A circunferência deu certo.

Então, depois de tudo pronto e de ter dado pra ela :(, peguei de volta e fiz duas carreiras a mais na parte do busto, na volta toda, em pontos altos, e ainda terminei com uma carreira de ponto shell, o mesmo que esse barradinho da parte de baixo, pra ficar um acabamento mais gracioso, mas não fotografei depois de refeito... sorry!


Todos esses croppeds são feitos do mesmo modo: duas peças feitas separadamente, que são essa parte do busto, e uma tira com qualquer ponto e motivo que vc escolher, o que torna o projeto bem criativo e livre! nesta tira, que vai formar o que vai cobrir parte da barriga (o nome é cropped, que quer dizer "cortado" em inglês, e, claro, tem que ser bem curtinho...), são costuradas depois as duas peças do busto. Por fim, é só fazer trancinhas pra servir de alça e outro par de tranças pra fechar atrás.

Da próximo vez pretendo usar fio duplo pra que fique mais encorpado (também vi que alguns modelos têm um bojo costurado ou um tecido pra não precisar usar sutiã). Usei agulha n. 3.

Pra acompanhar, fiz 3 pulseirinhas de crochê, finalmente usando aquela técnica de ir crochetando já com as pedrinhas no fio!! há tempos queria aprender e um dia desses minha mãe me ensinou. Na hora fui testar pra não esquecer e adorei trabalhar assim! 



E o embrulho devidamente finalizado com tags feitas por mim, incluindo meus próprios carimbos (o de carretel e os de botões). Adorei! (sim, falta crase no "a" do feito "à mão"... estes foram comprados na Mega Artesanal... )




É isso por hj.
Bons crochês! Boa semana!

23 de fevereiro de 2015

Suculentas

Forrar potes e vasinhos de crochê é sempre um prazer!



Estes vasinhos plásticos de suculentas - plantinhas que vão bem em qualquer lugar, mesmo dentro de casa e precisam de bem pouca água - eu forrei pra uma prima e foi um presentinho de Natal.

Junto coloquei essa bandeja plástica, que pode ficar em qualquer lugar sem atrapalhar e ainda ser molhada.

Mais fácil impossível!

Usei restinhos de fio Bella e Anne, com agulha de crochê n. 3,5, dois fios juntos, pra ficar bem encorpado (não usei cola - fiz tudo bem apertadinho pra que não saia do vaso; assim, se sujar, tem como tirar e lavar!).

O tamanho do crochê e a quantidade de pontos vai depender do tamanho do vasinho ou pote, mas vc pode consultar como fazer isso em vários posts aqui do blog. É só olhar na barra lateral em "Crochê".

Uma boa maneira de adicionar cor a qualquer canto!

Um grande beijo e bons crochês!



4 de fevereiro de 2015

Tempo

Adoro calendários, agendas e caderninhos de todo tipo! 
Este ano fiz um "kit" pra minha mesa de trabalho usando o que já tinha em casa:





O suporte plástico do calendário vcs não adivinhariam de onde veio: de uma caixa de lixo reciclável que encontrei outro dia no trabalho! ainda não sabia exatamente como usaria, mas ficou guardado por 1 ano mais ou menos até servir perfeitamente pro meu propósito!



Já o calendário de papel veio num cartãozinho de Natal feito na escola de um dos meus sobrinhos.


O tecido, com essas cores apaixonantes, eu comprei numa visita à incrível Casa da Arte, aqui em SP (recomendo! eu adorei!!).

Com todo esse material simples mas promissor, só o que fiz foi juntar: passei cola Cascorez com pincel no plástico do suporte (só na parte da frente) e colei o tecido (para tirar as rebarbas, usei uma lixinha de unha - ficou ótimo!!).

Então colei um post-it centralizado na altura do calendário, também colado no tecido.

O caderninho eu tinha nos meus guardados. O que fiz foi encapar com o mesmo tecido e colar uma tag de papelão dessas pra scrapbook. Custo praticamente zero e alegria garantida o ano todo!

******************

Sobre o tempo, achei lindíssima a citação da Judy agora no comecinho do ano:

"Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente." 
                                                                                                                    (Roberto Pompeu de Toledo)

Um excelente ano pra todos nós!